Directly go to the content
Dores analgésicos opióides trabalhador da construção civil
  • Lombalgias (dores nas costas)

Lombalgias (dores nas costas)

A dor nas costas é um problema comum que afeta frequentemente os adultos. Na maioria dos casos, no entanto, não se trata de um problema grave.

O que é Dokteronline?

  • Passo 1
    É você quem escolhe o seu tratamento

    Conheça as possibilidades e escolha o tratamento que mais lhe convier.

  • Passo 2
    Nós fornecemos-lhe a assistência necessária

    Um médico analisará o seu questionário médico e enviará a sua receita para uma das farmácias afiliadas.

  • Passo 3
    Entregas ao domicílio sem complicações

    Receberá a encomenda em sua casa de forma rápida e cómoda.

O que é a dor nas costas?

A dor nas costas é uma patologia que pode desenvolver-se de forma espontânea ou lenta. O paciente pode sentir pontadas ou uma dor constante (moinha). Certas posturas ou movimentos também causam mais dores. Se se levantar ou estiver sentado durante muito tempo, as costas também podem ficar mais rígidas. A dor pode ocorrer tanto na parte superior como na parte inferior das costas.

Quais são as causas das dores nas costas?

As dores nas costas podem ter diversas causas. Alguns exemplos:

  • Stress;
  • Trabalhos pesados;
  • Desporto;
  • Estar na mesma posição durante muito tempo;
  • Má postura;
  • Menstruação;
  • Gravidez;
  • Excesso de peso.

As pessoas que sofrem de muito stress podem adotar uma postura errada e contrair os ombros e o pescoço. Os músculos ficam tensos, o que pode causar dores na parte superior das costas. Durante o trabalho físico pesado e durante o desporto, poderá usar músculos que normalmente não usa muito na vida diária, o que também pode causar dores nas costas. Além disso, ficar muito tempo sentado na mesma posição ou numa posição errada, por exemplo curvado, pode provocar maior tensão e, por isso, dores nas costas. Durante o seu período, as mulheres podem também sofrer de dores nas costas, muitas vezes na zona inferior. A razão para isso é a maior quantidade de hormonas libertadas durante a menstruação; estas enfraquecem as bandas de suporte e ligamentos por volta da anca e das vértebras. Desta forma, a zona inferior das costas deixa de ter o apoio adequado e pode ceder um pouco. Após a menstruação, a quantidade de hormonas diminui novamente e as dores desaparecem.

As dores nas costas durante a gravidez são causadas pelo peso adicional que o corpo tem de carregar. O peso do abdómen pressiona os músculos da região lombar, pelo que as mulheres tendem a inclinar a anca para a frente, o que provoca sobrecarga das costas. O excesso de peso pode também provocar sobrecarga das costas e postura incorreta.

Que tipos de dores nas costas existem?

Para além da dor nas costas temporária e não grave que a maioria das pessoas sofre de vez em quando, a dor nas costas pode também ser o resultado de uma patologia. Alguns exemplos:

  • Hérnia;
  • Lombalgias;
  • Encarceramento do nervo;
  • Fratura;
  • Escoliose.

Uma hérnia é o resultado de uma protrusão de um disco intervertebral nas costas. Os discos intervertebrais moles normalmente absorvem os choques. No entanto, se estes incharem podem pressionar os nervos, o que causa dores nas costas, irradiando por vezes também para as pernas e mesmo para os pés.

A maioria das hérnias ocorre na região lombar, entre a 4ª e a 5ª vértebras lombares ou entre a 5ª vértebra lombar e o sacro. Na maioria dos casos, as hérnias resultam de um problema congénito do disco intervertebral, mas podem também ser o resultado de cargas pesadas ou prolongadas nas costas ou de uma posição incorreta. O avançar da idade pode também levar a uma hérnia, uma vez que as vértebras intervertebrais se vão desgastando e podem inchar.

A lombalgia é uma forma de dor lombar grave que muitas vezes surge espontaneamente. Este tipo de dor pode ser causada por um movimento errado, por sobrecarga ou surgir de forma gradual. Na verdade, trata-se de uma entorse ou laceração nas paredes de um disco intervertebral. A dor em pontada ou “guinada” pode irradiar para as nádegas ou coxas e geralmente é acompanhada por uma sensação de rigidez na parte inferior das costas.

O encarceramento do nervo pode ocorrer devido ao desgaste dos discos intervertebrais, o que pode provocar a compressão do nervo devido à existência de menos espaço. A dor nas costas pode irradiar também para uma ou para ambas as pernas. No entanto, a compressão do nervo pode também ser causada por sobrecarga, gravidez, ou por uma postura incorreta. Uma queda brusca ou flexão extrema do tronco pode levar à fratura de uma ou mais vértebras. Distinguimos fraturas estáveis de fraturas instáveis. No caso de uma fratura estável é quebrada apenas a vértebra e não a espinal medula; no caso de uma fratura instável a espinal medula também pode ser danificada.

Por fim, na escoliose, a coluna tem uma ou duas curvas, normalmente em forma de ‘S’. Existem diferentes tipos de escoliose, cujas causas nem sempre são conhecidas. A escoliose não só causa dores, mas pode também causar problemas respiratórios e cansaço. Infelizmente, a escoliose não desaparece por si só, sendo muitas vezes necessário usar um colete corretor ou uma cirurgia para correção da coluna.

Como reconhecer as dores nas costas?

As dores nas costas têm os seguintes sintomas:

  • Pontada, dor lancinante ou cortante nas costas;
  • Rigidez nas costas;
  • Dificuldade de locomoção;
  • Certas posturas são muito dolorosas;
  • Irradiação da dor para as pernas.

A dor nas costas geralmente desaparece por si só desde que continue a movimentar-se. No entanto, deve evitar movimentos que sejam muito dolorosos, e não deve forçar nada. Se não notar quaisquer melhoras após cerca de um mês, deve consultar o seu médico de família que o poderá eventualmente encaminhar para um especialista ou fisioterapeuta. As radiografias normalmente não são necessárias nem úteis em caso de dores nas costas, uma vez que isto quase nunca fornece informações úteis. Para além disso, a radiação pode ser prejudicial para os órgãos genitais.

O que é possível fazer contra as dores nas costas?

O mais importante é manter-se em movimento e observar a sua postura. Se tiver dores sobretudo à noite que o impeçam de dormir, poderá tentar diferentes posições com uma almofada entre ou sob os joelhos e, ao sair da cama, virar-se primeiro para um dos lados antes de se levantar. Deve manter também as costas direitas sempre que estiver sentado. Deve evitar também uma postura com as ancas demasiado inclinadas para a frente; para isso poderá tentar posicionar o cóccix para baixo. Deve ter também atenção à sua postura ao levantar objetos. Não deve exercer força com as costas mas sim com as pernas. Dobre primeiro os joelhos e levante o objeto em seguida mantendo as costas direitas. Mantenha o objeto próximo do corpo.

Se sofre de dores nas costas deve também evitar usar sapatos de salto alto. Além disso, pode ser benéfico fazer exercícios de alongamento para aliviar a dor. Poderá levantar um dos joelhos alternadamente enquanto estiver deitado no chão ou arquear costas para dentro e para fora alternadamente. Algumas pessoas observam também efeitos benéficos com a natação; de qualquer modo, o mais importante é manter-se sempre em movimento. Manter as costas aquecidas, por exemplo com uma bolsa de água quente ou uma compressa morna, pode também aliviar as dores.

Que tratamentos existem?

A dor nas costas normal, sem causa médica, desaparecerá por si só. Poderá aliviar as dores tomando analgésicos como paracetamol e ibuprofeno. Poderá também aplicar ibuprofeno ou diclofenaco sob a forma de gel diretamente nas costas. Não use relaxantes musculares, uma vez que estes não ajudam a aliviar a dor, mas têm efeitos secundários. No entanto, se continuar a sentir dores nas costas após várias semanas, deve consultar o seu médico de família que o poderá encaminhar para um fisioterapeuta ou especialista.

As hérnias são diagnosticadas pelo médico de família através de um exame físico e questionário. Na maioria dos casos não é necessário fazer uma ressonância magnética nem radiografia, uma vez que os sintomas normalmente desaparecem por si só dentro de 3 meses. O tratamento consiste de analgésicos e, eventualmente, de fisioterapia. Em casos graves poderá ser necessária uma cirurgia.

Tente fazer exercícios suficientes e manter as suas atividades diárias. Se descansar demais na cama, os músculos poderão enfraquecer, o que não é positivo para a recuperação. As dores provocadas por lombalgias e encarceramento do nervo desaparecem por si só após alguns dias a algumas semanas. O tratamento consiste de analgésicos. Também no caso destas patologias é importante que continuar em movimento para evitar o enfraquecimento dos músculos.

Uma fratura estável das costas geralmente é tratada com repouso, um colete e fisioterapia. Uma fratura instável geralmente é tratada através de cirurgia. Neste caso, deve manter-se em repouso na cama até à cirurgia. Se necessitar de cirurgia, a fratura provavelmente será estabilizada através da inserção de parafusos e pinos. A escoliose, ou coluna curvada, não desaparece por si só. Muitas vezes, é necessário um colete e por vezes é necessária uma cirurgia de correção.

Outros riscos e efeitos secundários

Se tomar analgésicos, tenha em atenção que os AINEs, como o ibuprofeno, são mais propensos a causar problemas de estômago e intestinos. Se necessitar de cirurgia, existe o risco de complicações, como infeção da ferida, danos na coluna ou nos nervos.

Como evitar as dores nas costas?

As dores nas costas mais comuns podem ser evitadas com um estilo de vida saudável, praticando exercício suficiente e prestando atenção à boa postura. A maioria das pessoas com empregos de escritório não tem uma boa postura porque as secretárias muitas vezes não são devidamente ajustadas às necessidades do utilizador. O tampo da secretária e a cadeira devem ser ajustados na altura correta e os apoios de braços não devem ser posicionados muito alto nem muito baixo. Tenha também em atenção que não deve manter-se na mesma posição durante muito tempo, quer seja em pé, sentado ou deitado. Tente levantar-se todas as horas. Além disso, o treino dos músculos abdominais e das costas pode ajudar a prevenir as dores nas costas. Quanto mais fortes forem os músculos, mais resistência terão para as atividades diárias.