Directly go to the content
Diclofenac

Diclofenac

  • Analgésico anti-inflamatórios (AINE)
  • Para alívio da dor e febre
  • Também para tratamento de patologias reumáticas
  • Não utilizar durante a gravidez e amamentação

Sobre diclofenaco

Diclofenaco pertence ao grupo dos analgésicos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs). Este medicamento alivia os sintomas de inflamação como inchaço e dores e reduz também a febre.

Diclofenaco é usado no tratamento de:

  • Doenças reumáticas, incluindo artrite, osteoartrite e certas formas de dores nas costas (doença de Bechterew);
  • Ombro congelado;
  • Outras patologias dolorosas, por exemplo, dores menstruais;
  • Dor após cirurgia ou lesão;
  • Dor e febre devido a doença.

Utilização

Diclofenaco está disponível, entre outros, sob a forma de comprimidos gastrorresistentes e como comprimidos de libertação prolongada. O médico determinará qual a variante indicada na sua situação.

Tome os comprimidos com um pouco de água e sem mastigar; tome os comprimidos à refeição. Use diclofenaco durante o menor tempo possível com a dose mais baixa possível.

Posologia

A dosagem depende dos seus sintomas e é determinada por um médico. As orientações gerais de dosagem são as seguintes:

Adultos (mais de 18 anos):

  • Em dores reumáticas nas articulações (artrite): a dose inicial é de 150 mg diários, a dose de manutenção para tratamento de longo prazo é de 75-100 mg.
  • No desgaste articular (osteoartrite): a dose inicial é de 100-150 mg diários, dependendo da gravidade da dor. A dose de manutenção para tratamento de longo prazo é de 75-100 mg.
  • No caso de ombro congelado, inflamação dolorosa e inchaço, por exemplo após cirurgia dentária ou cirurgia: a dose inicial é de 150 mg diários, dependendo da gravidade da dor.
  • Em caso de dores menstruais: a dose é determinada por um médico e geralmente varia de 50 a 150 mg por dia. A dose inicial é de 50 – 100 mg. Um médico pode aumentar a dose até um máximo de 200 mg por dia.
  • Doenças com febre: 0,5 – 1 mg por kg de peso corporal por dia.

A dose diária é normalmente dividida em 2-3 vezes. Os comprimidos de diclofenaco não são indicados para crianças. Para idosos de idade superior a 65 anos, o médico poderá prescrever uma dose mais baixa.

No folheto informativo encontrará mais informações sobre a dosagem deste medicamento.

Álcool/condução

Não existem avisos em relação à condução de veículos ou ao consumo de álcool. Ocasionalmente, os utilizadores de diclofenaco sentem tonturas. Não conduza veículos nem máquinas se isto lhe acontecer.

Dose em excesso/dose esquecida

Consulte um médico ou farmacêutico se tiver tomado mais comprimidos do que o seu médico receitou.

Esqueceu-se de uma dose de diclofenaco? Tome o medicamento assim que se lembrar, a menos que sejam quase horas da dose seguinte. Nunca tome uma dose dupla para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

Quando não se deve utilizar o medicamento

Diclofenaco não é indicado para todos. Não utilize este medicamento nas seguintes situações:

  • Se tiver hipersensibilidade ao diclofenaco ou a qualquer um dos excipientes do medicamento (consultar a rubrica “Composição”);
  • Se tem ou já teve uma úlcera do estômago ou do duodeno depois de usar outros analgésicos anti-inflamatórios (AINEs);
  • Se tiver hemorragia do estômago ou dos intestinos (sintomas: sangue nas fezes ou fezes negras como alcatrão);
  • Se tiver distúrbios (graves) do fígado ou rins;
  • Se se encontrar nos últimos três meses (terceiro trimestre) da gravidez;
  • Se já teve ataque de asma, sibilos, erupção cutânea (urticária) ou sintomas de febre dos fenos, como corrimento nasal, após ter tomado outros AINEs;
  • Se sofrer atualmente de hemorragia ou distúrbio hemorrágico;
  • Se tiver níveis sanguíneos anormais (discrasia sanguínea);
  • Se tiver deficiência de células sanguíneas: menos glóbulos brancos; menos plaquetas ou menos glóbulos vermelhos;
  • Se lhe tiver sido diagnosticada doença cardíaca ou doença cerebrovascular (ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, acidente vascular cerebral (AVC), enfarte cardíaco ou cerebral) ou se tiver sido submetido a cirurgia para tal (por exemplo, cirurgia de bypass);
  • Se tem ou já teve problemas do sistema circulatório (doença arterial periférica).

Quando deve ter cuidados adicionais com este fármaco?

Em algumas situações é necessário ter cuidados adicionais com este fármaco. Por exemplo, se:

  • Alguma vez teve problemas gástricos ou intestinais depois de tomar AINEs;
  • Se sofrer de asma, febre dos fenos ou outra patologia crónica das vias respiratórias, como pólipos nasais ou DPCO;
  • Se for propenso a desenvolver erupções cutâneas alérgicas, prurido ou urticária;
  • Se sofrer de doença inflamatória intestinal, como a doença de Crohn ou a colite ulcerosa;
  • Se sofrer de hemorragias ou de outros problemas sanguíneos, como porfíria;
  • Se sofrer de lúpus eritematoso sistémico, uma doença inflamatória intestinal, ou outra doença do tecido conjuntivo;
  • Se fumar;
  • Se sofrer de diabetes;
  • Se sofrer de angina de peito, coágulos sanguíneos, tensão arterial elevada, colesterol elevado ou triglicéridos elevados;
  • Se sofrer de problemas hepáticos ou renais;
  • Se puder estar desidratado, eventualmente devido a diarreia ou vómitos ou após cirurgia;
  • Se sofrer de uma doença infeciosa viral causada pelo vírus do herpes-varicella-zoster. 

No folheto informativo poderá ver um resumo completo das advertências aplicáveis durante o tratamento com diclofenaco. Informe o médico se alguma destas situações se aplicar a si.

Gravidez e amamentação

Não tome diclofenaco se estiver grávida, se planeia engravidar ou se está a amamentar.

Toma outros medicamentos?

Informe o seu médico se estiver a tomar (ou tiver tomado) outros medicamentos ou os for tomar em breve. Isto mesmo quando se trate de remédios fitoterápicos ou medicamentos disponíveis sem receita médica.

Os seguintes medicamentos podem aumentar o risco de hemorragia ou ulceração quando tomados em simultâneo com diclofenaco:

  • Corticosteroides por via oral;
  • Anticoagulantes;
  • Inibidores seletivos de recaptação de serotonina (SSRIs, um tipo especial de antidepressivo);
  • Outros AINEs como a aspirina (também denominado ácido acetilsalicílico) e o ibuprofeno. Todos os analgésicos de tipo AINE, incluindo o diclofenaco, podem causar efeitos secundários como hemorragias gastrointestinais ou úlceras (consultar folheto informativo para mais informações).

No folheto informativo poderá ver um resumo completo de todos os medicamentos com os quais o diclofenaco poderá interagir. O médico poderá informá-lo se pode combinar os seus medicamentos com diclofenaco.

Efeitos secundários

Os medicamentos podem causar efeitos secundários, embora nem todos os utilizadores sofram dos mesmos. Diclofenaco poderá causar, entre outros, os seguintes efeitos secundários:

Frequentes (podem afetar até 1 em 10 pessoas):

  • Dores de cabeça, tonturas;
  • Perturbações gastrointestinais;
  • Compromisso hepático;
  • Erupções cutâneas;
  • Tonturas.

Raros (podem afetar até 1 em 1000 pessoas)

  • Inércia;
  • Dores de estômago;
  • Erupções cutâneas com comichão;
  • Inchaço dos braços, mãos, pernas e pés (edema).

No folheto informativo poderá ver um resumo de efeitos secundários menos frequentes. Alguns destes efeitos secundários são graves. Procure atendimento médico imediato se tiver uma reação alérgica grave, sinais de um acidente vascular cerebral, meningite ou hemorragia gástrica.

Consulte um médico ou farmacêutico se sentir efeitos secundários, mesmo que não estejam listados no folheto informativo.

Composição

A substância ativa de Diclofenac Sandoz Retard é o diclofenaco sódico.

  • Cada comprimido de 75 mg de libertação prolongada contém 75 mg de sódio de diclofenaco.
  • Cada comprimido de 100 mg de libertação prolongada contém 100 mg de diclofenaco sódico.

Os outros componentes são: dióxido de silício coloidal anidro, álcool cetílico, estearato de magnésio, povidona, sacarose, hipromelose, óxido de ferro vermelho (E172), polissorbato 80, talco, dióxido de titânio (E171).

A substância ativa de Diclofenac Na CF é o diclofenaco sódico.

  • Diclofenac Na CF 25 mg, comprimidos gastrorresistentes, contém 25 mg de diclofenaco sódico por comprimido
  • Diclofenac Na CF 50 mg, comprimidos gastrorresistentes, contém 25 mg de diclofenaco sódico por comprimido

As restantes substâncias neste medicamento são: amido de milho, celulose, lactose, polividona, estearato de magnésio, polimetilmetacrilato, citrato de O-acetilo e trietilo, hidroxipropilmetilcelulose, talco, dióxido de titânio (E171), óxido de ferro vermelho e amarelo (E172), polietilenoglicol 400 e 6000, dióxido de silício.

Folheto informativo

Antes de utilizar, leia o folheto informativo. Poderá descarregar aqui o folheto informativo oficial de Diclofenac Sandoz Retard. Aqui, poderá descarregar o folheto informativo de Diclofenac na CF.